Julho da reforma: Inter começa a mudar a fotografia do vestiário

E teve início. Apesar de protelada por algum tempo, a mudança de fotografia do elenco colorado começou. Depois de Marcos Guilherme, cedido ao Santos, o Inter liberou Danilo Fernandes.

O goleiro não é mais jogador do Inter. Será emprestado ao Bahia por cinco meses. Depois, não terá seu vínculo renovado. Se despede após seis temporadas e diversas lesões. E não vai parar por aí.

Os próximos a sair deverão ser Rodrigo Dourado e Thiago Galhardo (na foto), cujas vendas ou empréstimos poderão ocorrer ainda nesse mês. Com a titularidade de Daniel, Marcelo Lomba também poderá ser negociado.

Com as chegadas de Taison, Palácios, Mercado, Méndez e Paulo Victor, o vestiário já começa a tomar novos ares. O argentino Gabriel Mercado (junto com Taison) tem tudo para ser com Aguirre o que Sangaletti foi para Muricy, em 2003: o homem de confiança, experiente e com carreira vitoriosa (Mercado muito mais do que Sangaletti, é evidente) para retomar um vestiário que muitas vezes parece alheio ao que ocorre no clube.

Além de Mercado, o mais recente reforço, o Inter ainda buscará um novo volante, mais um zagueiro e, pelo menos, mais um atacante de lado. A reconstrução para 2022 já teve início.

No total, 12 jogadores já deixaram o Inter em 2021:

G: Danilo Fernandes
L: Uendel e Rodinei
V: Musto e Matheus Jussa
M: D’Alessandro, Praxedes e Sarrafiore
A: Leandro Fernandez, Abel Hernandez, Peglow e Marcos Guilherme

Foto: Divulgação Inter

Compartilhe:

Comentários