As notas da estreia do Inter na Libertadores

O Inter foi a La Paz e perdeu por 2 a 0 para os bolivianos do Always Ready. As notas coloradas:

Marcelo Lomba – Fez defesas importantes na primeira etapa, sem culpa nos gols bolivianos. Nota 7

Heitor – Bons avanços pela direita, mas pouco conseguiu no ataque. 6

Zé Gabriel – Como esperado, a zaga passou trabalho na altitude. Erros de passes e dificuldade no mano a mano com os delanteros adversários. Entregou o segundo gol. 2

Victor Cuesta – Outro que foi vítima da superioridade do meio-campo boliviano. Acabou ficando no mano também. 5

Moisés – Talvez quem mais tenha sofrido com os efeitos da altitude. Abaixo do seu jogo rotineiro. 5

Rodrigo Dourado – Um dos melhores do Inter. Está se mostrando mais adaptado ao sistema de jogo de Ramírez. 7

Edenilson – Apesar de seu físico privilegiado, sofreu com os efeitos da altitude. Melhor no segundo tempo. 5,5

Maurício – Parecia perdido em campo. Macou mal, não armou, não conseguiu dar velocidade às jogadas… 5

Caio – Um dos mais lúcidos no Inter no primeiro tempo. Saiu por cansaço. 6

Thiago Galhardo – Pouca movimentação. Também quase não foi abastecido no ataque. 5

Palácios – Não conseguiu a vitória pessoal. Primeiro tempo frio, saiu no intervalo. 5

Yuri – Uma boa arrancada e, depois, quase faz um golaço. 6

Lucas Ribeiro – Jogou pouco mais de 20 minutos, e foi substituído. Sem nota

Praxedes – Poderia ter tentado ao menos um de seus chutes de fora da área. 5,5

Nonato – Deu mais energia ao setor. Ainda que não tenha sido o suficiente para empatar. 5,5

Rodinei – Jogou os minutos finais, com o time todo já cansado. Sem nota

Foto: Divulgação Inter

Compartilhe:

Comentários