Análise VDG: Inter 1×1 Novo Hamburgo

Mais uma atuação decepcionante do Inter. Agora em casa. O 1 a 1 com o Novo Hamburgo voltou a mostrar um time com movimentos óbvios e com um meio-campo sem criatividade e travado, escalado (mais uma vez) com Dourado e Liziero. No sábado, o Inter vai ao Centenário enfrentar o Caxias.

Dourado e Liziero travaram o meio-campo, mais uma vez, sem dar velocidade às jogadas e, de novo, falhando na cobertura aos laterais.

O gol do Novo Hamburgo sai em cima de Cuesta porque Méndez precisou sair correndo, em desespero, para cobrir Heitor – já que nenhum dos três volantes (Edenilson junto) o fez.

Com a troca de Liziero por Boschilia, Cacique Medina destravou o setor e (incrível, não?) o time cresceu. O gol de empate, de Taison, sai em jogada de Boschilia.

Wesley, dono de quase 2m de altura, não recebeu um cruzamento sequer. Fez parede e… ninguém apareceu.

Medina terá a chance de, diante do Caxias, de mexer no time. A pergunta que fica é: o fará?

Foto: Ricardo Duarte/Divulgação Inter

Compartilhe:

Comentários